sábado, 28 de janeiro de 2017

Cientistas criam metal de hidrogênio, após 100 anos de tentativas


Após 100 anos sonhando em transformar hidrogênio em metal, cientistas da Universidade de Harvard finalmente conseguiram criar uma pequena quantidade do material mais valioso do planeta.

O metal de hidrogênio é uma tecnologia revolucionária pois permite a criação de computadores super-rápidos, trens levitantes de alta velocidade e carros ultraeficientes, além de melhorar drasticamente quase qualquer coisa movida a energia. Além disso, o metal de hidrogênio também possibilitaria a exploração espacial de uma forma inédita.

Um dos responsáveis por essa conquista, o professor Isaac Silvera, disse ao The Independent: “Essa é a primeira amostra de metal de hidrogênio da Terra, então quando você olha para ela, você está olhando para algo que nunca existiu.” O pequeno pedaço de metal só pode ser visto através de dois diamantes que foram usados para amassar hidrogênio líquido a uma temperatura muito abaixo de zero. A pressão necessária foi imensa, muito maior do que a encontrada no centro da Terra.

A amostra está sendo mantida sob essa pressão, mas em breve, será levemente liberada. Acredita-se que o metal de hidrogênio ficará estável em temperatura ambiente. Se isso for comprovado, suas propriedades como supercondutor melhorariam tudo que funciona com energia. Ele também serviria como um combustível quatro vezes mais poderoso do que os que são encontrados hoje, então seria um propulsor de foguetes muito potente.

Porém, alguns cientistas acreditam que o metal de hidrogênio teria uma superfície instável e, com o tempo, pereceria. “Eu não quero tentar adivinhar nada, quero fazer experimentos”, disse o professor Silvera. “É uma conquista tremenda e, mesmo que só exista sob os diamantes de alta pressão, é uma descoberta fundamental e transformadora.”

Um comentário:

  1. Nooosssaaaa como é facil de ler as microletras dos textos desse site.

    ResponderExcluir